• Hp Preferred Partner
    Hp Preferred Partner
  • APC Business Platinum Partner
    APC Business Platinum Partner
  • Microsoft Gold Certified Partner
    Microsoft Gold Certified Partner
  • VMWare Professional Solution Provider
    VMWare Professional Solution Provider
  • Kaspersky Platinum Partner
    Kaspersky Platinum Partner
  • Autodesk Value Added Reseller
    Autodesk Value Added Reseller
  • Adobe Platinum Reseller
    Adobe Platinum Reseller
  • Apple Authorized Reseller
    Apple Authorized Reseller
    
News Solo Network

News

Descubra os motivos pelos quais a Microsoft adquiriu o LinkedIn

17 Jun 2016
Solo Network

A Microsoft quer estar mais presente no dia a dia do seu trabalho. Foi essa a principal razão da organização para fazer a maior aquisição de sua história – pagando pelo LinkedIn US$ 26,6 bilhões. Anteriormente a empresa já havia incorporado companhias como Skype por US$ 8,5 bilhões, Nokia, por US$ 7,1 bilhões e a rede profissional Yammer, por 1,2 bilhão.

A gigante de software quer integrar os dados que já tem sobre seus usuários, como calendário, agenda de contatos, e-mail e documentos, com dados profissionais e as conexões entre pessoas, empresas, universidades e outras instituições do LinkedIn.

Antes de entrar em uma reunião, uma pessoa já saberá tudo sobre a vida profissional da outra, quais são os amigos em comum e gostos parecidos, tudo através da assistente virtual Cortana.

O feed de notícias da rede social irá fornecer as atualizações mais importantes sobre a vida profissional e será mais fácil compartilhar apresentações, conversar com contatos do LinkedIn pelo Skype e encontrar o especialista mais adequado para um projeto.

Com isso, estará presente em toda a vida profissional do usuário, do momento em que ele monta seu currículo online, busca oportunidades de trabalho, se conecta a colegas e pessoas de destaque na sua área, aprende e trabalha.

Números bilionários

Uma pessoa se inscreve na rede social profissional a cada dois segundos. No último ano, o crescimento foi de 19%, para 433 milhões de usuários. Além do número de usuários, o faturamento também segue crescendo - US$ 2,9 bilhões, alta de 35% em relação ao ano passado, principalmente com anúncios segmentados e assinaturas de empresa.

Além de integrar a rede profissional ao seu portfólio de produtos, a empresa de softwares pretende acelerar a expansão do LinkedIn entre as mais de 1,2 bilhão de pessoas que usam o Office no mundo.

A Solo Network é Revenda Autorizada Microsoft especialista na especificação, venda e implementação das soluções para o mercado corporativo e educacional.

Clique aqui e saiba mais sobre nossos produtos.

Fonte: Revista Exame adaptado pela Assessoria de Comunicação da Solo Network

News